| A Revista dos Esportes Equestres |
-
03/08/2017 - 07h08min
Vaquejada de 25 anos do Parque Onildo Maior proporciona um mix cultural e se reafirma como um dos principais eventos de Vaquejada do Brasil

 

Por Roberto Carlos      Fotos: Dom Barbosa

Estar no Parque Onildo Maior como competidor, expectador ou mesmo para curtir três noites de muito forró, é assinar o nome nas paginas do seleto "livro do esporte vaquejada", porque - nesse complexo, desde 1993 são realizadas festas de gado que celebram na essência a luta, bravura e importância do destemido vaqueiro nordestino que tem como pele o gibão de couro. É também nesses eventos, que a relevância do esporte no contexto cultural e socioeconômico explicita a pujança dessa modalidade.


 Arquibancadas lotadas durante os três dias de festa

Local de convergência de milhares de pessoas durante os dias de prova, nesta edição especial em comemoração aos 25 anos, estima-se que cerca de 50 mil pessoas entre os dias: 28 e 30 de julho se revezaram nas dependências do Parque, transformando o espetáculo em um evento de massa, conferindo-lhe o status de um dos mais assistidos e disputados do País na modalidade Vaquejada. E, para acomodar tanta gente - José Henrique, titular do Parque, se preocupou na manutenção e construção de novas áreas visando maior comodidade. "Especialmente para essa edição construímos um curral ante estresse objetivando o bem estar animal, uma reforma completa nas arquibancadas proporcionando ao público um ambiente agradável com bastante sombra, entre outros. Enfim, tudo preparado para acolher nossos visitantes e atletas com muita segurança e tranquilidade", atestou José Henrique.

Início da vaquejada

Conforme programado pelos organizadores, logo no início da manhã da sexta-feira, 28, fora iniciada a fase classificatória. Em pista ­­­os ávidos atletas das categorias: Profissional, Amador e, a partir do sábado também os Aspirantes, em virtude do excelente padrão de boiada, explicitavam grande concentração no momento da puxada de boi, exigindo mais da própria técnica e da qualidade genética do animal, proporcionando um espetáculo impar, fazendo com que a plateia participasse ativamente nas arquibancadas com sonoros gritos e palmas. Essa fase, por volta das 20h foi interrompida para a tradicional solenidade.  Após isso, as classificatórias foram reiniciadas, e só parou quando foram apresentados os grandes finalistas das três categorias para as aguardadas disputas.

Solenidade


 Solenidade é marcada por momentos de pura emoção

Por volta das 20h do domingo, Faustino Locutor anunciou o inicio da Solenidade, chamando ao centro da pista a família Brandão, amigos dos anfitriões, a prefeita do município Valmira Miranda, juízes, locutores, equipe de secretária entre outros. Na sequencia, com som do Hino Nacional Brasileiro, Faustino Locutor convidou ao centro da pista o vaqueiro Alex Araújo desfraldando a Bandeira do Brasil. Em seguida adentrou a pista o atleta Geovane, conduzindo a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Logo depois José Henrique fez uso da palavra, e num discurso emocionante relembrou da primeira vaquejada realizada em novembro de 1993, e fez referencia ao saudoso vaqueiro Onildo Maior, entre outros profissionais do esporte que faleceram: Zito Barbosa, Pio Locutor e Roger Locutor, que tiveram importância na história do Parque. "Há 25 anos eu trouxe a este Parque o saudoso Onildo Maior, que foi um vaqueiro de campo tradicional de nossa região. Isso foi em setembro de 1993. Naquela oportunidade eu disse que o Parque estava sendo construído em homenagem ao que ele representava como vaqueiro para nossa cidade". José Henrique lamentou porque Onildo Maior não teve a oportunidade de assistir a vaquejada de inauguração do Parque, visto que ele falecera em setembro daquele ano. E complementou: "Ele se foi, mas seu nome está marcado. Quero agradecer a esse homem que teve a vida ligada ao trabalho com o gado e que teve uma família honrada". E finalizou: "Quero também agradecer de coração em nome de minha esposa e filhos, em nome de meus irmãos: Carlos Brandão (vice-governador) e Marcos Brandão e também em nome de meus amigos pela presença maciça do povo de Colinas e de regiões vizinhas, e dizer que estamos trabalhando cada vez mais para oferecer a vocês e aos vaqueiros um espaço com conforto e segurança. Quero agradecer a toda nossa equipe e, de forma especial ao Lidenor Junior, que nos ajudou a construir esse parque, nos incentivando e estando conosco durante muitos anos". Na sequencia uma queima de fogos marcou o encerramento da solenidade. Feito isso a prova foi reiniciada.

Disputas

A primeira a acontecer foi a da categoria Profissional com atletas de 38 senhas batidas, que foram em busca de R$ 60 mil. Faustino estava na locução e Wellington Maia no julgamento das quedas de bois. Essa disputa foi deveras acirrada e teve pouco mais de 7h de uma literal briga em pista, até que o locutor Junior Paraibano anunciou os irmãos cearenses: Renan Tetê e Renato Tetê, representantes do Rancho São Carlos e Ração Integral Mix como grandes campeões. Esses atletas ainda ficaram em 2º e 17º lugares, o que lhes assegurou além do cobiçado título a importância de R$ 15 mil. "Para mim, essa é uma emoção incomum por que ser campeão é fora do normal e ainda ser vice-campeão numa festa como essa é esplendoroso", disse Renan. Em terceiro lugar ficaram: Alex Araújo e Ítalo Velho, representantes da Fundação Ltda, de Fortaleza, ceará.


 José Henrique entregando o troféu de capeão  e vice-campeão Profissional a Renan Tetê


 José Henrique e amigo na entrega do troféu de 3º colocado Profissional  a Alex Araújo

Logo na sequencia - sem perder o timing, foram para a pista os atletas Amadores de 26 senhas confirmadas. Na premiação R$ 30 mil. Essa disputa, ao término da 1ª  rodada, os atletas das 16 senhas restantes no páreo, após José Henrique - a pedido dos vaqueiros ter complementado a premiação com mais uma vaga de R$ 2 mil, decidiram rachar a premiação cabendo a cada dupla a quantia de R$ 2 mil. Na ordem mais baixa de inscrições levou o troféu de campeão a dupla: Ronan Lima e Jr Latercio, representantes do Parque Centauro e Parque Dr Reginaldo Sarmento, de São Luís, Maranhão. Em 2º lugar Edigar e Genilson da JH Ranch e Dr João Henrique, de Teresina, Piauí. No 3º posto Armando Filho e Genilson, de Teresina, Piauí.


 José Henrique na entrega do troféu de 
 campeão a Ronan Lima categoria Amador


 Equipe vice-campeão Amador: Almir (tratador) Dr João Henrique (proprietário da equipe) e Edgar Nogueira (puxador) 


 Armando Filho 3º colocado Amador

Ansiosos, logo na sequência foram para o embate os atletas Aspirantes de 37 senhas batidas. Nessa disputa após a 2ª rodada, as sete duplas que ainda restavam na literal luta, resolveram dividir igualitariamente o prêmio de R$ 10 mil. Na classificação ficou em 1º lugar a dupla: Vitor Raiara e Geovane, representantes do Parque Onildo Maior. "É muito bom ser campeão ao lado de meu pai. Para mim é um prazer competir numa vaquejada como essa. Quero agradecer a Deus por tudo". Na 2ª colocação figuraram: Gabriel Neres e Pedro Neres, do Parque Maria Estrela, de Presidente Dutra, Maranhão. E, na 3ª colocação, Raimundo e Felipe, do Parque Senhorzinho Macêdo, de Dom Pedro, Maranhão.


 Vitor Raiara ao lado do pai Geovani foram os grandes campeões no Aspirante


 Raimundo e Felipe 3º colocados na categoria Aspirante

Ao término do espetáculo, José Henrique finalizou dizendo: "Esta festa que significa o Jubileu de Prata do Parque Onildo Maior, para nós é a coroação de nosso trabalho. Está de parabéns o povo de Colinas, que sempre esteve presente maciçamente em nossa festa. Agradeço especialmente aos vaqueiros que se deslocaram de várias cidades de nosso Estado e do País. Parabenizar a toda nossa equipe de trabalho, porque funcionou de forma harmônica nos deixando muito felizes. Quero assegurar que a vaquejada de 25 anos de sucesso e tradição de nosso Parque sem dúvida foi sucesso absoluto".

Shows


 Recorde de público nas três noites de shows

Três noites que complementaram o que pode ser descrito como um evento de Vaquejada completo. A casa de show e todo o aparato necessário para receber com comodidade e segurança a nação forrozeira fora caprichosamente preparado. De acordo com informações de Orleans Brandão, um dos promotores dos shows, 6.800 pessoas se revezaram no clube para curtir na sexta-feira: Marcia Fellipe e Andson Mendonça, no sábado: Mara Pavanelly e Matheus Fernandes e, no domingo, com entrada gratuita: Forró dos Plays.   

Clique e veja belas fotos de pessoas que curtirem a vaquejada     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Bookmark and Share

Últimas notícias
07/12/2017 - 10h12min
Plantéis maranhenses se destacam com vitórias marcantes e expressivas no 15º Potro do Futuro & Campeonato Nacional de Vaquejada...
28/11/2017 - 15h11min
Victory Fly é comprovadamente por estatísticas o melhor garanhão nacional da última década ...
01/11/2017 - 21h11min
Cicinho Varejão é o novo presidente da ABQM com 93,2% dos votos...
21/10/2017 - 11h10min
Com a chegada da final do Circuito a busca pelos preciosos pontos para a disputa final fica mais acalorada...
09/04/2010 - 17h04min
A Revista Vaquejada&Cia mostrará todas as emoções das seis etapas do milionário Circuito Brahma Fresh de Vaquejada...
16/04/2010 - 17h04min
Confira a classificação do Circuito Brahma Fresh após a primeira etapa...
12/04/2010 - 11h04min
Vaquejada do Parque Dois Irmão encerra Circuito Bahia ...
23/06/2010 - 12h06min
Parque Expedito Galvão abrirá Circuito Maranhense de Vaquejada 2010...