REDES SOCIAIS

Cuidados que você deve ter ao levar seu cavalo para um evento

Seja uma competição, exibição ou cavalgada, os eventos de equídeos no Brasil vêm crescendo e atraindo cada vez mais pessoas

28/03/2019 11:54:47

Por Wilton William Bonfim de Azevedo Zootecnista e Assistente Técnico Comercial da DSM - Foto: devonhorseshow

Garcia Neto/Bonny Bill e Rafael Holanda - Foto Dom Barbosa

Para fugir do estresse do dia a dia, é cada vez mais comum que criadores de cavalos e apaixonados pelos animais participem de eventos, sejam eles exposições, provas equestres ou cavalgadas.

Mas este movimento de descontração e contato com a natureza exige muito dos animais e, por isso, é preciso se preparar. Continue lendo para saber os cuidados que você deve ter ao levar o seu cavalo para um evento.

1 – Conhecendo o Cavalo

O cavalo é por natureza uma presa. Para sobreviver, seu ancestral sofreu alterações adaptativas, principalmente dos sistemas musculoesquelético e digestório, potencializando em seus descendentes a capacidade de fuga de predadores. Houve um aumento gradativo no tamanho corporal e redução do número de dedos, além de alterações nos dentes, que possibilitou o consumo de forragem.

O sistema musculoesquelético ficou mais eficiente para permitir a fuga em grande velocidade, e esta capacidade foi complementada com um sistema digestório composto por um estômago pequeno, que comporta pouca quantidade de alimento e permite ao cavalo realizar fugas imediatas. Este pequeno estômago o obrigou a ingerir pouca quantidade de alimento várias vezes ao dia.

2 – Preparação Física e Alimentação

O ideal é começar a preparação dos animais no mínimo 60 dias antes do evento. É importante criar uma rotina de treinamentos constantes. A exigência nutricional varia em relação ao sexo, idade, peso e raça. Devemos ter em mente que esses requerimentos se referem à água, energia, proteína, minerais e vitaminas (nutrientes), que deverão fazer parte da dieta de qualquer cavalo, que deve conter ingredientes indispensáveis para a vida e boa saúde dos equinos, como os volumosos (fenos e pastagens entre outros) e concentrados (rações comerciais).

O suplemento mineral essencial não apenas na preparação para o evento, mas também para ser utilizado durante a viagem. A dieta deve ser balanceada, não fazer alterações no dia do evento, fornecer os alimentos que os animais estão acostumados a comer, evitando prejuízo à sua saúde.

3 – Exigências para o transporte

Para viajar com seu animal, também são necessárias algumas medidas prévias

– Guia de Trânsito Animal (GTA). É um documento obrigatório para o trânsito de animais. Nela estão descritas a origem e o destino dos animais, além das vacinações realizadas;

– Exames de Anemia Infecciosa Equina. O trânsito de equídeos é condicionado à apresentação de exame negativo para AIE, original ou cópia autenticada pelo serviço veterinário oficial em situações excepcionais e a critério do DSA, emitido por laboratório oficial ou credenciado, que tem prazo de validade de 60 dias.

Exame de Mormo – Animais provenientes de unidades da federação onde se confirmou a presença do agente causador do mormo devem portar exame negativo para a doença (fixação de complemento), ORIGINAL e dentro do prazo de validade (60 dias).

4 – Cuidados que você deve ter no transporte do seu cavalo

Utilizar uma condução segura, evitando acelerar ou frear bruscamente; nunca tente conduzir um cavalo para um reboque que não esteja devidamente engatado em um veículo apropriado; é importante manter o cavalo hidratado.

Não faça paradas em que não retire o cavalo do atrelado ou vagão, ou pelo menos evite. Uma vez que imobilizado, tanto o atrelado como o vagão têm tendência a sobreaquecer. Evite viajar nas horas mais quente do dia. Cuidados especiais em viagens longas – respeitando os limites do animal.

5 – Equipamento de montaria

O recomendado é que os equipamentos de montaria sejam específicos de cada cavalo, especialmente a embocadura, quando utilizada. Todas as selas ou arreios devem ser avaliados quanto ao seu ajuste adequado em cada cavalo e mantas, baixeiros ou xergões devem ser mantidos limpos e substituídos assim que não proporcionarem mais conforto ao cavalo.

6 – Lembretes

Animais:  Verificar cascos, dar banho e escovar bem para aumentar o brilho dos pelos e lavar a crina e cauda com shampoo especializado.

Homem: Roupas adequada para o evento, utilização de protetor solar e tomar bastante água durante o evento.

Faça um checklist de todos os seus equipamentos – como são específicos são mais difícil ser encontrados.

Leve kits de primeiros socorros para você e para seu cavalo.

Com os cuidados e a preparação certa, você e seu cavalo poderão aproveitar o evento com tranquilidade!

Por Wilton William Bonfim de Azevedo
Zootecnista e Assistente Técnico Comercial da DSM
Fonte: Tortuga